quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Quando tudo não é o bastante

Harold Kushner
Nobel - 109 páginas

"Nossas almas não estão sedentas de fama, conforto, propriedades ou poder. Esses valores criam muitos problemas quando alcançados. Nossas almas têm fome do significado da vida..." (página 11)

O rabino Kushner nos desafia a refletir sobre o significado da vida e o que verdadeiramente importa, a partir do livro Eclesiastes, do Velho Testamento.

Como ser feliz?

"Desconfio que as pessoas mais felizes são aquelas que se esforçam para serem generosas, prestativas e confiáveis - e a felicidade entra de mansinho em suas vidas enquanto elas estão ocupadas com este esforço."

Onde surge o amor?

"O amor só pode surgir entre pessoas que se sentem iguais, entre pessoas que são capazes de se completar. Quando um ordena e outro obedece, pode haver lealdade e gratidão, mas não amor."

O que é a vida? Como ser feliz no casamento? O que nos tira o prazer de viver? Como ter uma vida com sabedoria?

Essas questões, difíceis por natureza, são levantadas e nos levam a refletir sobre a importância que damos - ou não - às coisas que realmente valem a pena.

"A vida boa (...) não está baseada em alguns poucos grandes momentos, mas em muitos e muitos pequenos momentos."

Será que, em meio à correria do dia a dia, não estamos deixando de lado o que verdadeiramente importa e, com isso, acumulando mágoas e desilusões?

"Quando aprendemos a viver, a própria vida é a recompensa."

Boa leitura!

3 comentários:

  1. Parece muito bom ,Ana! Tudo a ver com o que tenho refletido nesses dias.

    ResponderExcluir
  2. Fabuloso!
    Preciso ler!

    ResponderExcluir
  3. Meninas,
    Esse livro é excelente!

    Fabi,
    Minha mãe começou ontem e já está terminando. Se quiser, te empresto em seguida.

    bjs!

    ResponderExcluir